Versão do PJe terá mais de 20 funcionalidades desenvolvidas pelo TRF5

19/02/2016 às 14:08

A versão nacional do Processo Judicial eletrônico, desenvolvida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), terá mais de 20 funcionalidades presentes no sistema implantado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 e inexistentes atualmente na versão nacional. Entre as funções que serão incorporadas, o controle de Repercussão Geral e Recurso Repetitivo, expedição de Requisições de Pequeno Valor (RPVs) e Precatórios, módulo de plantões, correições e inspeções, entre outros. De acordo com a diretora da Secretaria Judiciária do TRF5, Telma Motta, que faz parte da Comissão Técnica de Negócio do Processo Judicial Eletrônico, composta por representantes das cinco regiões da Justiça Federal, as propostas relativas à versão “PJe 2.0”, em fase de desenvolvimento pelo CNJ, foram analisadas pelo grupo nos dias 12 e 13 de janeiro, no Conselho da Justiça Federal (CJF).

Migração - “Com a inclusão das funcionalidades do PJe do TRF5 na versão nacional, a migração da 5ª Região para o sistema do CNJ se tornará viável”, ressaltou Telma Motta.

 


Divisão de Comunicação Social do TRF5


 Imprimir