Subseção de Sousa reduz em 21% os custos com energia

11/03/2016 às 13:19

Visando a redução de custos e a sustentabilidade, a Subseção de Sousa está adotando, desde janeiro, algumas medidas para a contenção de despesas: a limitação de permanência de pessoas no edifício até as 19h, a restrição do uso de ar condicionado no início da manhã e o desligamento do equipamento quando a sala está desocupada.

Com relação ao uso de impressoras, houve a recomendação da utilização de papel em impressão frente e verso e do uso da fonte garamond que, segundo estudo, apresenta uma economia significativa de tinta.

Em um comparativo, o gasto de energia nos meses de janeiro e fevereiro de 2016 apresentou redução de até 21% em relação ao mesmo período de 2015. A economia com papel e tinta ainda não foi calculada.

“Essas ações, que têm cunho educativo, são importantes para que modifiquemos os paradigmas e possamos criar uma cultura voltada à sustentabilidade, independentemente de crise”, declarou o Juiz Adrian Amorim, diretor da Subseção de Sousa. 


 Imprimir