CJF lança série de vídeos sobre metas da Justiça Federal

21/03/2017 às 17:12

As vídeo-animações trazem um balanço do alcance das metas no último ano

 

O Conselho da Justiça Federal (CJF) divulgou, nesta segunda-feira (20), uma série de vídeos que faz um balanço do alcance das metas da Justiça Federal em 2016. O lançamento ocorreu durante a primeira reunião do Comitê Gestor de Estratégia da Justiça Federal (Cogest) de 2017, dia 20, na sede do CJF, em Brasília. Os vídeos são frutos de um trabalho conjunto da Secretaria de Estratégia e Governança (SEG) - que detinha as informações, e da Assessoria de Comunicação Social (Ascom) - que executou a produção dos vídeos.

 

A ideia é transmitir um conteúdo técnico-jurídico de maneira simples, com uma linguagem mais acessível, para que a população entenda prontamente as oito metas da prestação jurisdicional da Justiça Federal. “Nosso objetivo é simplificar a linguagem na prestação de contas, indo ao encontro das premissas da Rede de Inovação, criada em outubro do ano passado, para estimular ações inovadoras de melhoria dos serviços do Conselho e dos Tribunais Regionais Federais”, informou Ivan Gomes Bonifácio, secretário da SEG.

 

Com isso, o roteiro dos sete vídeos foi traduzido pela Ascom por intermédio de recursos gráficos (ilustrações), deixando o conteúdo mais lúdico e de fácil compreensão. “A Assessoria de Comunicação conseguiu interpretar com os desenhos exatamente o que as metas querem dizer. Foi um casamento perfeito entre os infográficos e os textos”, avaliou o gestor.

 

As oito metas de prestação jurisdicional da Justiça Federal (produtividade; celeridade; conciliação; ações cíveis de improbidade administrativa; execução; ações coletivas; aumento da produtividade de julgamentos de ações criminais; e julgamento de crimes contra a Administração Pública, o tráfico de pessoas, a exploração sexual e o trabalho escravo) são monitoradas mensalmente pelo CJF por meio do Observatório da Estratégia. Nesse sistema, é avaliado o funcionamento da Justiça Federal e detalhado o cumprimento das metas em cada região.

 

Destaques

 

Foram destaques no Cogest em relação ao desempenho de 2016:

 

1ª Região: Metas 1 e 7, alcançando o desafio de não deixar acumular processos na áreas cível e criminal;

 

2ª Região: Meta 3, garantindo melhor desempenho da Justiça Federal na solução alternativa de conflitos, com elevado percentual de casos solucionados por conciliação em relação aos processos distribuídos;

 

3ª Região: Meta 5, tendo o melhor índice de efetividade na prestação jurisdicional com mais de 140 mil execuções fiscais baixadas;

 

4ª Região: Metas 2 e 8, com significativa redução do acervo de processos mais antigos e com julgamento, em até 3 anos, da maioria dos processos sobre crimes contra a Administração, tráfico de pessoas, trabalho escravo e exploração sexual;

 

5ª Região: Meta 4, com melhor desempenho da Justiça Federal na resolução das ações cíveis de improbidade com julgamento de mais de 1.200 casos nos últimos dois anos.

 

A reunião do Comitê Gestor de Estratégia da Justiça Federal (Cogest) foi coordenada pelo corregedor-geral da Justiça Federal, ministro Mauro Campbell Marques, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e contou com a participação do secretário-geral do CJF, de todos os diretores-gerais e dos presidentes do TRFs, além de representantes convidados da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário federal e MPU (Fenajufe) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

Acesse o YouTube do CJF e veja os vídeos sobre as metas da Justiça Federal.

CJF


 Imprimir