JFPB realiza ação educativa do “Setembro Amarelo” em parceria com CVV

20/09/2017 às 22:32

Campanha de prevenção ao suicídio é apoiada pelo órgão desde o início do mês

A Justiça Federal na Paraíba, em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), realizou na tarde dessa terça-feira (19), algumas atividades relacionadas à campanha “Setembro Amarelo”, que objetiva alertar a sociedade para a prevenção ao suicídio. Servidores e usuários que passaram pela sede do órgão, em João Pessoa, foram conscientizados sobre o tema e receberam panfletos e laços amarelos em alusão à causa.

De acordo com o diretor do Foro, juiz federal Bruno Teixeira, é preciso trabalhar, cada vez mais, essa temática para que todos saibam como se prevenir. "Colocar a questão em pauta na mídia, nas escolas e instituições permite que se converse mais sobre o assunto. É preciso fazer circular, de modo global, informações a pacientes, familiares e sociedade em geral, por tratar de uma questão de saúde pública", ressaltou.

Uma das servidoras que participou da ação foi a técnica judiciária Angelita Lucas. Para ela, a campanha tem fundamental importância ao expor um tema delicado e pouco debatido. “É muito bom ter acesso a esse tipo de informação para evitar um mal que está tão presente nos dias de hoje.”, disse.

Na opinião da representante do CVV, Aparecida Melo, é prestigiosa a adesão de órgãos públicos na campanha. “Ficamos felizes quando a Justiça Federal na Paraíba abraçou essa causa. O CVV trabalha com parceiros há 55 anos e estar aqui significa mais uma conquista”, ressaltou. Desde o dia 1º deste mês, a fachada da JFPB em João Pessoa está iluminada com a cor amarela, em alusão à iniciativa.

A campanha “Setembro Amarelo” é uma ação do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Prevenção

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 90% dos suicídios poderiam ser evitados com a prevenção de situações estressantes e fatores como alcoolismo, ansiedade e síndrome do pânico, que podem levar a um quadro depressivo. O aconselhamento profissional é um dos primeiros passos para o tratamento da depressão e, consequentemente, para se evitar o suicídio.

Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br

 


 Imprimir