Justiça Federal na Paraíba adere à campanha Novembro Azul

06/11/2018 às 18:30

A Justiça Federal na Paraíba (JFPB), pelo sétimo ano consecutivo, aderiu ao movimento mundial “Novembro Azul” contra o câncer de próstata. Durante todo este mês, a fachada da sede do órgão, em João Pessoa, e da Subseção Judiciária de Campina Grande permanecerão totalmente iluminadas com a cor azul, para lembrar a todos os homens da importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. Além da iluminação especial, a Justiça Federal também coloriu o seu portal institucional, enquanto que as redes sociais do órgão irão alertar sobre a necessidade do exame preventivo.

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). É considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Porém, homens com mais de 45 anos devem fazer os exames uma vez por ano, e aqueles com casos progressivos na família devem procurar o urologista após os 40 anos.

O câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite), por isso a importância dos exames com regularidade. Na fase avançada, a doença pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Novembro Azul

A campanha Novembro Azul teve início na Austrália, em 2003, chamado Movember – junção das palavras moustache (bigode, em inglês) e november (novembro) – aproveitando a referência ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, 17 de novembro.

Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br


 Imprimir