Mais de 2 milhões de páginas de processos físicos foram digitalizadas na JFPB

29/01/2019 às 18:05

Objetivo da Seção Judiciária paraibana é inserir no PJe, até agosto de 2019, todos os autos em tramitação

Segue em ritmo acelerado o trabalho de digitalização de processos físicos em tramitação na Justiça Federal na Paraíba (JFPB). Até agora, 2,65 milhões de folhas foram migradas para o Processo Judicial Eletrônico (PJe), sistema de gerenciamento processual utilizado pela JFPB. O número corresponde a 15.320 autos, sendo a maior parte do material (1,47 milhão de páginas) digitalizada pela comissão criada especificamente para esse objetivo, no edifício-sede, em João Pessoa. A meta é digitalizar todos os processos físicos até agosto deste ano, tornando a tramitação mais ágil no âmbito na Seção Judiciária paraibana.

De acordo com o diretor do Foro, juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, além de proporcionar maior rapidez no andamento dos processos, a digitalização reduz o impacto ambiental com a economia de papel. “A população ganha com a celeridade da tramitação e o Poder Judiciário é beneficiado com a redução de despesas e com o trabalho otimizado para os servidores”, declarou.

Os usuários podem acompanhar o andamento do serviço de inserção dos processos no PJe, através da ferramenta virtual denominada de “Digitômetro”. Os dados podem ser visualizados na página da Justiça Federal na Paraíba (www.jfpb.jus.br). Até agora, foram digitalizados os processos das seguintes Varas Federais: 5ª, em João Pessoa; 4ª e 10ª, em Campina Grande; 14ª, em Patos; 11ª, em Monteiro.

 

Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br


 Imprimir