Justiça Federal na Paraíba adere à campanha “Maio Amarelo”

08/05/2019 às 11:06

Durante este mês, várias ações educativas serão realizadas em parceria da JFPB com órgãos de trânsito no estado

Magistrados, servidores, colaboradores e público em geral da Justiça Federal na Paraíba (JFPB) receberam, nessa terça-feira (07), a visita de agentes de trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) com objetivo de realizar uma ação educativa voltada à campanha “Maio Amarelo”, que chama a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Durante este mês, outras atividades ocorrerão na Seção Judiciária paraibana com o mesmo sentido.

De acordo com o diretor do Foro da JFPB, juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, é cada vez mais importante o apoio a esse tipo de campanha, que trabalha a questão da conscientização e da mudança de cultura por parte das pessoas. “Os brasileiros precisam entender que o comportamento no trânsito deve ser regrado e servir de exemplo não só por causa das multas, mas, principalmente, porque diminuem o risco de mortes e acidentes”, declarou.

Além da ação educativa em parceria com a Semob-JP, a JFPB manterá, durante este mês, as fachadas do edifício-sede e da Subseção Judiciária de Campina Grande iluminadas com a cor da campanha; divulgará informações preventivas nos canais de comunicação do órgão; afixará banners alusivos ao “Maio Amarelo”; realizará reuniões para debater o tema com setores específicos.

Movimento internacional

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a “Década de Ação para Segurança no Trânsito”. Com isso, o mês de maio se tornou referência para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), se nada for feito, estima-se que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 e 2,4 milhões, em 2030. Em relação à cor da campanha, o amarelo foi escolhido por simbolizar atenção, além de sinalização e advertência no trânsito.

 Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br 


 Imprimir